Saiba quais as principais vantagens e desvantagens de ser PJ

O mercado de trabalho se divide em duas categorias: a de Pessoas Jurídica e a de Pessoa Física. Os negócios independentes têm crescido muito e cada vez mais pessoas estão optando por este meio mais independente. Mas afinal, quais os dois lados desta atuação? Saiba a seguir quais as principais vantagens e desvantagens de ser PJ:

Vantagens

Imposto de Renda

Você deve saber que o Imposto de Renda é obrigatório e deve ser declarado anualmente. A vantagem para PJ é que o valor dele não será descontado mensalmente e ele também não pagará outras taxas referentes. Não sabe se você precisa declarar o IR? Confira o IRPF 2019 e fique por dentro de tudo!

Salário

Outro ponto positivo muito importante para quem está pensando em se tornar PJ e começar a prestar serviços, é o salário que chega a ser em 50% superior ao do trabalhador que exerce seu cargo com a carteira assinada.

Sem contar que, como você conferiu no ponto anterior, o trabalhador PJ não será descontado da maioria dos impostos da carteira de trabalho, ficando com o salário bruto muito superior a expectativa.

Seguro Desemprego

Para quem acha que trabalhar como PJ deixa o trabalhador descoberto pelas leis trabalhistas, vale lembrar que ele tem direito sim a alguns benefícios, como por exemplo o seguro desemprego.

Quando o funcionário é dispensado de seu cargo sem prestação de justa causa por parte do empregador, ele pode solicitar o recebimento do seguro, que funciona como uma auxilio temporário para quem acabou de ficar desempregado.

FGTS

Outro recurso muito importante que o PJ também terá acesso é o Fundo de Garantia do Trabalhador (FGTS). Este benefício funciona como um conta inacessível que fica disponível para o trabalhador em algumas situações.

No caso da demissão sem justa causa, o PJ também poderá ter o valor do seu FGTS liberado para saque e aproveitar este direito como o trabalhador que exerce suas funções através da carteira assinada.

Desvantagens

Risco

A independência de trabalhar como PJ pode, por vezes, ser um ponto negativo, pois já que não gera vínculo empregatício, o funcionário estará por conta própria e terá ele mesmo que lidar, assim como ser responsável, por taxas e impostos.

Tempo de contribuição

Diferente de quem atua como Pessoa Física, a Pessoa Jurídica irá precisar de muito mais tempo de contribuição para conseguir algumas regarias bancárias, como por exemplo, empréstimo, crédito na praça, entre outros recursos.

Posted in Main

Permalink

Comments are closed.